Barra de vídeo

Loading...

quinta-feira, 30 de julho de 2015

A Realidade dos OVNIS segundo General de Divisão Russo

General de Divisão Russo: “Os OVNIs são reais e sabemos como atraí-los!”



General de Divisão, Vasily Yeremenko.
Vasily YeremencoOs russos têm alegado que podem predizer quando os OVNIs irão aparecer, e que podem até mesmo atraí-los.  Eles alegam que a atividade dos OVNIs aumenta quando testes de armamentos em grande escala ocorrem, e eles têm mensurado a atividade de OVNIs desta forma.
De acordo com Vasily Yeremenco, um General de Divisão da reserva e membro da Academia de Segurança de Defesa e Imposição da Lei:
Podemos dizer que aprendemos a evocar os OVNIs em Vladimirovka.  Para fazer isto, dramaticamente aumentamos o número de voos militares e movimentação de equipamentos.  Se a intensidade do nosso lado aumentava, os OVNIs apareciam com a probabilidade de 100%.
Os russo chegaram a três conclusões principais:
  • A ciência moderna ainda não é capaz de identificar o fenômeno
  • Os OVNIs poderiam ser drones de vigilância dos Estados Unidos ou Japão
  • Os OVNIs poderiam ser atividade extraterrestre
De acordo com Svobodnaya Pressa, um site de notícias, a Marinha Russa possui agora registros liberados de encontros com objetos não identificados, que superam tecnologicamente tudo já construído pela humanidade.
Um grupo especial da Marinha, liderado pelo Vice Comandante Almirante Nikolay Smirnov, coletou informações de relatos de objetos não identificados, submetidos por submarinos e navios militares.
De acordo com Vladimir Azhazha, um pesquisador de OVNIs e oficial reformado da marinha:
Cinquenta por cento dos encontros com OVNIs estão conectados aos oceanos.  Cinquenta mais com lagos.  Assim, os OVNIs tendem a ficar próximos da água.
Segundo um relatório, um submarino nuclear numa missão de combate detectou seis objetos desconhecidos o seguindo.  Após não conseguir despistar os objetos, o capitão ordenou que o submarino fosse à superfície. Os objetos seguiram, saíram da água e voaram para longe em alta velocidade.
Em 1982, um grupo de mergulhadores militares que estavam treinando no lago Baikal viram um grupo de seres humanoides vestidos em roupas prateadas.  Apesar tentarem capturá-los, três dos mergulhadores morreram e quatro ficaram feridos.
Segundo Igor Barklayof, Capitão de Primeira Classe da Inteligência da Marinha:
“Os OVNIs nos oceanos muitas vezes aparecem se nossas esquadras da OTAN se concentram, próximos das Bahamas, Bermudas, Porto Rico.  Eles são vistos, pela maior parte, nas partes mais profundas do Oceano Atlântico, na parte sul do Triângulo das Bermudas, e também no Mar do Caribe.”
Fonte: OVNIHoje.com

sábado, 25 de julho de 2015

Estrela de Belém - UFOs na História do Cristianismo

Ufólogos de várias partes do mundo sabem que a história do cristianismo está repleta de possíveis aparições de ufos e de supostas referências a seres espaciais. Aparentemente, a primeira manifestação ufológica da história do cristianismo foi a conhecida Estrela de Belém. Para o cristianismo ortodoxo, a estrela de Belém seria uma estrela ou um objeto luminoso no céu que, segundo o Evangelho de Matheus, indicava o lugar exato do nascimento do messias salvador. Essa “estrela” teria anunciado a chegada do Cristo e guiado os três reis magos até o local onde Jesus teria nascido.

No entanto, até hoje ninguém conseguiu explicar o que seria de fato a estrela de Belém. Será uma estrela que só apareceu quando Jesus nasceu e logo depois sumiu? E como uma estrela poderia marcar o local do nascimento de uma pessoa com tamanha precisão, a ponto de guiar peregrinos a um local exato? Tirando as explicações teológicas sobre a natureza da estrela de Belém, há uma outra teoria, talvez mais verossímil, que vê na estrela de Belém um disco voador luminoso, dirigido por seres extraterrestres, que indicaram a data e o local do nascimento de um homem que mudaria para sempre a História da humanidade.

Segundo essa visão, os extraterrestres podem perfeitamente ter se posicionado no céu numa determinada altura e localização que indicasse o ponto exato do nascimento do messias, um ser que iria revolucionar todo o mundo conhecido nos próximos 2000 anos. Se os extraterrestres se importam com o que acontece na Terra, o nascimento da figura mais importante da história conhecida deve ser um evento digno de atenção e crédito. Por isso, não podemos deixar de lado a hipótese sobre a natureza ufológica da estrela de Belém. Esse foi o primeiro sinal dos ufos na história do cristianismo.

Fonte: Tkr Ufo

Ufologia

Montagem perfeita, muito bem feita nessa photo.
Ufologia é um termo que se refere ao estudo sistematizado cujo principal objeto a ser investigado é a possibilidade da existência de vida, inteligente ou não, além de nossa civilização. Em alguns livros, a Ufologia é chamada de “paraciência”, ou seja, uma forma de conhecimento que estuda fenômenos ainda não reconhecidos como científicos, mas o faz dentro de uma metodologia aceita pela ciência.
A Ufologia se divide em duas correntes principais: a ufologia militar (conhecimentos produzidos dentro do âmbito das forças armadas e protegida por rigoroso sigilo) e a ufologia civil (Ufologia praticada fora dos meios militares. Pode ser praticada por qualquer civil, pois não há restrições legais ou regulamentação para o seu exercício). A Ufologia militar possui uma quantidade muito maior de recursos e tecnologia do que a ufologia civil. Infelizmente, essa área é envolvida em segredo e só é praticada em círculos altamente restritos. A Ufologia civil possui ainda uma desvantagem, que é o grande número de casos fraudulentos que desviam os pesquisadores do seu foco e fazem a população acreditar em mentiras. Existe também uma cooperação entre civis e militares no estudo dos discos voadores. É o que acontece na Comisión Receptora y Investigadora de Denuncias de Objetos Voladores No Identificados, no Uruguai.
A Ufologia sabe da existência de uma Confederação Intergaláctica, uma Federação de planetas associados, que seria analogamente uma espécie de ONU cósmica. Na Federação intergaláctica, os diferentes povos do universo se unem para decidir conjuntamente os temas de interesse coletivo, sobre a ordem e a harmonia universal. Ao contrário da ONU terrestre, a Federação intergaláctica não se pauta por interesses meramente políticos e regionais, que se sobressaem perante o bem estar planetário, mas pela harmonia geral de todos os povos. Dizem que a Federação Galática contém milhares de raças onde estão associados milhões de planetas de diferentes partes do cosmos.
A vida no cosmos universal não se limita ao plano material. Todos os seres que existem no universo vivem em múltiplas dimensões. Cada uma dessas dimensões existe em um nível diferente de matéria. Existem as dimensões mais materiais, densas e grosseiras, e as dimensões mais sutis, menos materiais e compostas apenas de energias em altos padrões de expressão. Um ser que pertence a uma dimensão menos material não implica necessariamente que ele seja mais evoluído. Existem seres revestidos de matéria mais densa que são mais evoluídos do que os seres compostos de matéria mais sutil e vice versa.
É necessário que cada ser experimente a vida universal em todas as dimensões, assimilando cada vibração de cada recanto e padrão de vida cósmica, a fim de aprender cada aspecto do todo universal, e assim ir ascendendo rumo ao núcleo universal da vida, que em última instância reside dentro de cada ser.
Os seres de dimensões mais elevadas em grau de vibração têm a capacidade, algumas vezes, de criar corpos mais materializados para que possam interagir com dimensões mais concretas. Dizem que os pleiadianos, os extraterrestres que vivem nas Plêiades, não possuem mais corpos físicos, pois se encontram numa dimensão mais sutil. Mesmo assim eles podem fazer seu corpo sutil sofrer um adensamento vibratório, tornando o corpo mais materializado, e assim existir, mesmo que por pouco tempo, em dimensões físicas.
Esses seres extraterrestres de diferentes dimensões foram chamados no passado de anjos ou deuses pelas religiões primitivas.
Uma Pirâmide em Marte (foto real)
Alguns planetas cuja superfície não apresentam sinais de vida podem ser habitados por seres em dimensões que o olho humano não é capaz de captar. É o caso de Vênus e Marte, que não são habitados por seres materiais, mas contêm habitantes cujos corpos existem numa dimensão de vibrações sutilíssimas em relação a nós.
Todo o universo é habitado por seres em diferentes formas de vida, diferentes dimensões, diferentes civilizações e expressões da vida universal que ainda não somos capazes de vislumbrar com nossa consciência limitada. Não existe nada no universo que seja inútil e a sabedoria cósmica jamais teria trazido à existência manifesta um corpo celeste que não fosse depositário de vida e consciência em algum grau. Portanto, a Ufologia acredita que todo o universo contém vida em diferentes formas e dimensões. Mesmo um planeta é uma vida, um cometa é uma vida, uma estrela é uma vida, assim como qualquer meteoro ou corpo celeste visível ou invisível.
Alguns podem perguntar por que os extraterrestres mais evoluídos tecnológica e espiritualmente não aparecem na Terra. Essa resposta tem vários aspectos. Em primeiro lugar, não estamos ainda preparados para esse contato, pois ele iria gerar perturbação nas mentes mais simples e um caos no sistema social vigente. Em segundo lugar, eles respeitam nosso livre arbítrio, e só podem aparecer aqui oficial e abertamente quando nós os invocarmos e pedirmos a sua presença. Em terceiro lugar, eles não podem ensinar certas coisas sobre a vida universal, pois cabe aos seres de cada planeta se desenvolverem por si mesmos, sem ajuda externa direta, fazendo o que nos cabe fazer. É como a criança que precisa mergulhar na água para aprender a nadar. Se o adulto sempre a segurar em seus braços, impedindo um contato da criança sozinha com a água, ela jamais aprenderá a nadar. No entanto, há séculos a presença extraterrestre na Terra já é uma realidade, e nos séculos XX e XXI essa presença se tornou bem mais aberta e conhecida.
Muitos extraterrestres, de diferentes pontos do cosmos, estão atuando indiretamente na Terra para nos ajudar a sair deste estado de trevas em que o planeta se encontra. Mas eles não podem interferir diretamente sobre os rumos do planeta, pois respeitam nosso livre arbítrio e a lei cósmica da “não interferência”. No entanto, eles podem interferir apenas na condição de nascerem aqui na Terra e se submeterem as mesmas leis terrestres a que todo humano está sujeito.
A Ufologia também prega que os extraterrestres estiveram aqui na Terra convivendo com os humanos em tempos passados. Eles construíram colônias no planeta e muitos moravam aqui. Diferentes raças viviam na Terra como se fizessem parte do mundo. Eles ajudaram a construir as pirâmides do Egito e outras pirâmides ao redor do globo, e essas pirâmides serviam basicamente a dois propósitos principais: 1) ao equilíbrio das energias da Terra, como uma espécie de acupuntura planetária e 2) para servirem de templos iniciáticos, locais sagrados onde pessoas praticavam exercícios psicoespirituais, técnicas místicas e eram submetidos a provas de iniciação que proporcionavam ao discípulo uma ascensão gradual da consciência e o contato com energias superiores para meditações e contato com a consciência cósmica. Por algum motivo desconhecido, os extraterrestres foram embora, deixando pouquíssimos rastros de sua presença.
No passado, algumas raças extraterrestres vieram a Terra e copularam com mulheres humanas, criando raças híbridas que modificaram o código genético dos habitantes da Terra. Na Bíblia vemos escrito que os Filhos de Deus se casaram com as filhas dos homens e a partir dessa união nasceram filhos.
Fonte: Trk Ufo

sexta-feira, 24 de julho de 2015

Comparação entre a Terra e Kepler-452b e suas estrelas hospedeiras

Cientistas usando dados de missão Kepler da NASA confirmaram o primeiro quase do tamanho da Terra planeta em órbita na zona habitável de uma estrela parecida com o Sol. A zona habitável é a região em torno de uma estrela onde as temperaturas são apenas à direita para a água de existir em sua forma líquida.
O conceito artístico compara Terra (esquerda) para o novo planeta, chamado de Kepler-452b, que é cerca de 60 por cento maior. A ilustração representa uma aparência possível para Kepler-452b - os cientistas não sabem se o planeta tem oceanos e continentes como a Terra.
Ambos os planetas orbitam uma estrela do tipo G2 de aproximadamente a mesma temperatura; no entanto, a estrela de hospedagem Kepler-452b é de 6 bilhões de anos, 1.500 milhões anos mais velho do que o nosso sol. Como estrelas idade, eles se tornam maiores, mais quente e mais brilhante, como representado na ilustração. A estrela de Kepler-452b parece um pouco maior e mais brilhante.
Crédito da imagem: NASA Ames / JPL-Caltech / T. Pyle

quinta-feira, 9 de julho de 2015

Nave Extraterrestre no Fundo do Mar Báltico?


Ufologia


Incrível. Pela primeira vez parece que uma provável nave extraterrestre foi localizada na profundidade de 90 metros do oceano e está sendo estudada. Tal objeto com diâmetro de 60 metros foi descoberto em junho de 2011 no Mar Báltico. Ainda não identificado e parece ter sido construído por uma tecnologia desconhecida, provoca blecaute nos equipamentos eletrônicos dos barcos que ficam sobre ele.

Translate