Barra de vídeo

Loading...

sábado, 27 de dezembro de 2014

O Gnosticismo Alquímico de Nikola Tesla

Em O Grande Truque (The Prestige, 2006), Christopher Nolan rende homenagem ao misterioso e controvertido cientista Nikola Tesla com uma performance memorável do gnóstico pop David Bowie. Tesla talvez tenha sido o último dos cientistas alquímicos, cuja tecno-utopia era redimir a matéria ao criar uma tecnologia fundamentada em princípios holísticos e alquímicos que conduziria a uma forma de energia livre e gratuita para a humanidade. Pagou o preço disso ao ter seu nome banido da história da Física e morrido no esquecimento.

Em postagem anterior sobre o filme “A Origem”, falávamos da surpresa de o diretor Chistopher Nolan , após filmes críticos e com sabor gnóstico como “Amnésia” e “O Grande Truque”, cair sob o fascínio das neurociências. Discutíamos que o protagonista Cobb não está interessado em iluminação ou qualquer tipo de reforma íntima.

Ele apenas procura deletar sua culpa, materializada nas insistentes projeções do seu subconsciente que atrapalham a sua missão corporativa e pessoal (voltar para seus filhos). Daí a surpreendente postura acrítica de Nolan diante das tecnociências contemporâneas.
Essa discussão fez-me lembrar de outro filme dirigido por Christopher Nolan, “O Grande Truque” (The Prestige, 2006) e, principalmente, do personagem histórico e misterioso cientista e físico Nikola Tesla, performado pelo gnóstico pop David Bowie nesse filme.
A figura controvertida e polêmica de Tesla é lembrada por um grande arco de discussões que vai desde as Teorias Conspiratórias (as aplicações militares das suas invenções e experiências pelo governo dos EUA e sua misteriosa morte quando seu arquivo com suas anotações e projetos estranhamente desapareceram) até as discussões sobre as possíveis relações entre tecnologia e motivações místicas (no auge da sua carreira, Tesla começou a lidar com noções teosóficas da ciência védica).
Mas, acompanhar sua trajetória (muitos afirmam que suas descobertas teriam sido mais importantes que as de Einstein) é perceber o desparecimento de um tipo de concepção da ciência e tecnologia de cunho alquímico, que progressivamente, no século XX, deu lugar à tecnognose cabalística, identificada com códigos de controle e exclusão.

Uma Física Alquímica
“Através do século XIX, símbolos e práticas em torno da eletricidade mantiveram acesa a chama da velha Alquimia. O vitalismo elétrico e os transes magnéticos mantiveram vivo o espírito do animismo em plena era do mecanismo. Comunicação elétrica, a fotográfica captura das ondas de luz, e a descoberta do espectro eletromagnético ajudaram a dissolver o mundo do materialismo atomista no interior de um universo de vibrações incorpóreas. Mas a eletricidade e o espectro eletromagnético também materializaram a mais prometéica e tecno-utópica dimensão da mentalidade alquímica.”(DAVIS, Erik. Techgnosis. London: Serpents Tail, 2004, p. 84.
Em pleno século do paradigma do mecanismo, a descoberta dos fenômenos da eletricidade e do eletromagnetismo acenderam a imaginação científica prometéica e alquímica. Esses fenômenos de natureza etéria e imprevisível ameaçaram quebrar o paradigma cabalístico da ciência mecanicista, marcada pelas ideias de confinamento, especialização, abstração, controle e segregação. Em outras palavras, uma certa visão de que a matéria seria algo disforme, necessitando de uma codificação abstrata fornecida pela ciência (números, cálculos etc.) para criar ordem, hierarquia, direcionamento, tudo sob o controle de uma elite esclarecida.
O sérvio Nikola Tesla (nascido em 1856 na Croácia) talvez tenha sido o mais prometéico dos cientistas que lidaram com esses fenômenos que fascinaram a imaginação popular na virada de século. Tesla chegou à América em 1884, sem um tostão no bolso e com uma ideia na cabeça: duas bobinas, posicionadas em ângulo reto e alimentadas com uma corrente alternada com noventa graus de fase entre sí fazendo um campo magnético girar, sem a necessidade do comutador utilizado em motores de corrente contínua. Era a descoberta da Corrente Alternada (AC), superior tecnologicamente a Corrente Contínua de Thomas Edison. A vantagem era a possibilidade de transportar a eletricidade a longas distâncias.
Na verdade, essa “ideia” de Tesla surgiu como uma imagem completa na sua cabeça na juventude. Tesla era avesso a papéis e arquivos, evitava-os o máximo possível. Seu raciocínio científico era analógico e intuitivo. Era contrário aos métodos dedutivos ou indutivos: “No momento em que uma pessoa constrói um aparelho para levar a cabo uma idéia crua, ela se encontra inevitavelmente envolvida com os detalhes deste aparelho”, Tesla escreveu em sua autobiografia. “Conforme ele procede em tentar melhorar e reconstruir o aparelho, sua força de concentração diminui e ele perde de vista o Grande Propósito”.
Esse ponto de partida alquímico estruturou toda sua visão sobre o propósito da ciência e tecnologia. Da ideia da AC, Tesla partiu para intensas pesquisas no laboratório de Colorado Springs, financiado por George Westinghouse. Mas Tesla queria ir além dos interesses econômicos monopolistas dos seus financiadores. Ele vislumbrava não mais a eletricidade confinada em fios e ordenada por sistemas de distribuição, mas livre para todos, a eletricidade sem fios, transmitida por ressonância através da atmosfera e do próprio planeta! Energia de graça para todos!

Ressonância e mutação. Dois princípios analógicos, alquímicos. Uma pequena quantidade de energia seria capaz de exponencialmente expandir em escala e frequência, ampliando a potência até cobrir toda a atmosfera e atravessar todo o planeta. Tesla tinha em seu poder a pedra filosofal: uma energia poderosa a partir de princípios holísticos simples, assim como era simples a “bobina Tesla”, simples o bastante para qualquer interessado construir, e totalmente funcional em modelos caseiros. Uma inovação impressionante, que foi a base para o rádio, televisão, e meios modernos de comunicação sem fio.

A Maior Descarga Elétrica da História

O relato da experiência em ressonância com eletricidade posta em prática em uma noite em Colorado Springs, em 1899, é impressionante:


“Certa noite em 1899, Tesla acionou sua máquina em força total, na esperança de produzir um fenômeno que ele chamou de “crescente ressonante”. Sua torre descarregou na Terra dez milhões de volts. A corrente atravessou o planeta na velocidade da luz, forte o bastante para não morrer antes do final. Quando ela chegou ao lado oposto do planeta, ela foi rebatida de volta, como círculos de água voltando à sua origem. Ao voltarem, a corrente estava em muito enfraquecida, mas Tesla estava emitindo uma série de pulsos que se reforçavam um ao outro, resultando em um tremendo efeito cumulativo.
No ponto focal, aonde Tesla e seus assistentes assistiam, a crescente ressonante manifestou-se como uma demonstração alienígena de raios que ainda estão até hoje catalogados como a maior descarga elétrica da história. A corrente de retorno formou um arco voltaico que elevou-se até o céu por dezenove metros. Trovões apocalípticos foram ouvidos a trinta e três quilômetros de distância. Tesla, anteriormente, estava preocupado com a possibilidade de haver um limite para a geração de descargas ressonantes, mas, naquele evento, ele passou a crer que o potencial era ilimitado. A demonstração teve um fim inesperado, quando as descargas fizeram com que o gerador de força de Colorado Springs se incendiasse. Tesla não mais recebeu energia grátis dos donos da companhia desde então.” TRULL, D. Tesla: The Eletric Magician. Disponível em http://www.parascope.com/en/1096/tesindex.htm).
Após descobrirem o seu tecno-utópico propósito, seus financiadores como JP Morgan e Westinghouse o abandonaram. Tesla ainda tentou ludibriar Morgan ao dizer que a torre que construía era para construir um equipamento de transmissão de rádio intercontinental que lhe garantiria o monopólio das comunicações mundiais. Mas o propósito era outro: a transmissão de energia grátis para o planeta.
Aos poucos Tesla aproximou-se da Teosofia através dos ensinamentos de Swami Vivenkanada, na época (1891) em visita aos EUA. Tesla passou a descrever os fenômenos que manipulava em termos sânscritos como Akasha, Prana e o conceito de “Éter Luminífero” para descrever a fonte, existência e construção da matéria.
Mas se Tesla com seus princípios alquímicos pretendia a mutação da matéria em termos de ondas, ressonância, éter etc., enquanto isso o mainstream científico apenas queria a transcodificação da matéria, isto é, confiná-la, represá-la para direcioná-la por meio de uma linguagem codificada e hermética (isto é, acessível somente a uma elite esclarecida) para fins de dominação econômica e política. O digital, a linguagem, a tecnologia sobrepondo o analógico, o sensual, a ciência.
Por isso Tesla, como um dos últimos cientistas alquímicos, pagou seu preço: morreu em 1943, solitário em um quarto de um hotel onde morava em Nova York. Financeiramente quebrado e na companhia de um bando de pássaros, que considerava seus únicos amigos. E seu nome jogado na obscuridade e banido da história da Física, apesar da sua mais de 700 patentes registradas em equipamentos diversos que foram surgindo como decorrência das pesquisas sobre o maior propósito: a energia livre para todos.
 
Fonte: Revista Fórum 

quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

A comprovação científica das 10 Pragas Bíblicas


Mesmo que você não seja religioso, provavelmente já ouviu falar sobre as “Dez Pragas do Egito”, não é mesmo? Essas maldições — descritas no livro de Êxodo e consistindo em águas de sangue, rãs, piolhos, moscas, morte de animais, sarna, granizo, gafanhotos, trevas e morte dos primogênitos — foram lançadas há aproximadamente 3 mil anos sobre os egípcios, depois de o faraó se negar a libertar o povo hebreu da escravidão.
No entanto, será que essas pragas realmente aconteceram? E, se aconteceram mesmo, o que a ciência tem a dizer sobre elas? Existem evidências sobre desastres naturais que ocorreram no Egito e que podem ter servido de base para o surgimento da fábula bíblica, e arqueólogos acreditam que as pragas ocorreram na antiga cidade de Pi-Ramsés, localizada no Delta do Nilo e que serviu de capital do Egito durante o reinado de Ramsés II.
Além disso, mais do que terem sido lançadas pela ira divina, especialistas de diversas áreas acreditam que as pragas podem ser explicadas através de uma cadeia de fenômenos naturais que provocaram uma série de mudanças climatológicas e desastres naturais. Conforme explicaram os cientistas, Pi-Ramsés parece ter sido abandonada há 3 mil anos, e as dez pragas bíblicas poderiam servir de explicação. 
Águas de sangue
Fonte da imagem: Reprodução/Wikipédia
De acordo com os especialistas, depois de analisar estalagmites localizadas em algumas cavernas egípcias, foi possível reconstruir os padrões climatológicos da época através de vestígios de elementos radioativos presentes nas rochas. Esse estudo revelou que ocorreu uma dramática alteração climática nessa região ao final do reinado de Ramsés II, passando de úmido e quente para um período de seca com consequências muito sérias.
O aumento das temperaturas e a falta de chuvas podem ter alterado as características do Nilo, transformando-o em um rio de fluxo mais lento e barrento. Esse ambiente se torna muito propício para a proliferação de alguns microrganismos, e a presença de uma alga — a Oscillatoria rubescens —, que se multiplica rapidamente em águas mais cálidas e pouco movimentadas e que torna as águas vermelhas ao morrer, se encaixa na descrição.


                                                             Sapos, insetos e doenças
Fonte da imagem: Reprodução/Wikipédia
A presença da O. rubescens teria, por sua vez, dado origem à segunda, terceira e quarta pragas, ou seja, à chegada de sapos, piolhos e moscas. A rápida proliferação da alga teria provocado alterações no ciclo de desenvolvimento de girinos, e o fato de que seja tóxica teria forçado essas criaturas a deixar as águas. E, com a morte dos sapos, insetos como moscas e piolhos começariam a se proliferar sem controle, devido à falta de predadores naturais.
A falta de sapos para manter a comunidade de insetos sob controle pode ter levado ao surgimento das próximas pragas: morte de animais e sarna. Como você sabe, alguns desses bichinhos podem transmitir doenças aos humanos, portanto, o próximo passo na cadeia de eventos que assolaram o Egito foi o aparecimento de epidemias que fizeram com que a população adoecesse.

                                                         Granizo, gafanhotos e trevas














                                          Fonte da imagem: Reprodução/Israel Tour Guide

Próximo à época das pragas, a erupção do vulcão Thera —uma das maiores da História — resultou na emissão de bilhões de toneladas de cinzas na atmosfera. Essas partículas teriam sido as responsáveis pelas terríveis tempestades de granizo que caíram sobre o Egito, e por anomalias climáticas que teriam resultado em precipitações mais constantes, criando um ambiente propício para a chegada de gafanhotos.
Além disso, a presença de cinzas na atmosfera também pode ter bloqueado a luz do sol, explicando a nona praga, ou seja, os três dias de trevas. Embora não existam vulcões no Egito, pesquisadores encontraram rochas de origem vulcânica durante escavações no país, e análises realizadas nas amostras apontaram que a lava era proveniente do Thera, que ficava localizado a quase 700 quilômetros de distância, no arquipélago de Santorini.
                                Morte dos primogênitos: Mega curiosoFonte da imagem: 
                                                                                    Reprodução/Wikipédia
A última praga a cair sobre os egípcios — a morte dos primogênitos — já foi explicada como sendo o resultado de uma intoxicação por um fungo que teria infectado as reservas de grãos. Na época, os filhos mais velhos tinham prioridade sobre os demais na hora de comer, e teriam morrido depois de ter consumido alimentos produzidos com cereais contaminados.
No entanto, outra explicação que circula por aí — já que a bíblia diz que os primogênitos morreram todos em apenas uma noite — também se baseia na erupção do Thera. Esse evento teria provocado abalos sísmicos que resultaram na liberação de gases tóxicos, formando uma espécie de lençol venenoso que causou a morte das pessoas que estivessem dormindo nos andares mais próximos ao nível do solo, ou seja, os primogênitos.

domingo, 21 de dezembro de 2014

Data Limite Segundo Chico Xavier

Data Limite Segundo Chico Xavier - 20/07/2019 
Chico previu a descoberta de imensas reservas petrolíferas na nossa costa o que irá tornar a Petrobrás uma das maiores empresas do mundo, preparação para que o Brasil se torne o celeiro energético, espiritual e alimentício para o planeta.
Assista neste documentário entrevistas com ufólogos, políticos e espiritualistas conhecidos mundialmente como o nosso querido médium e editor espiritualista Chico Xavier, Paulo Uchôa (filho do ufólogo General Uchôa), o médium Divaldo Pereira Franco, o ex-ministro da Defesa do Canadá Paul Hellyere e o editor da revista UFO Gevaerd, dentre outros, todos unidos num só propósito, a evolução da humanidade e o contato/intercâmbio com civilizações mais avançadas eticamente e tecnologicamente.
 Percebemos que existe traços de esperança de um futuro melhor para a nossa humanidade.
Fonte: Youtube

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

A mensagem das Chaves de Enoch

Excelente documentário projetado pela Academia para a Ciência Futura que nos trás uma visão sobre a interpretação bíblica de maneira não mais como uma mera visão religiosa, mas, acima de tudo, como sendo um livro do conhecimento contendo a história da humanidade: transição de era; a queda consciencial da humanidade; a vinda do mestre Jesus Cristo para recriar ao projeto Terra; o depoimento de do chaman Credo Mutwa. 
O que estaria para acontecer nesta geração quando estariamos experimentando a graduação da humanidade junto a hierarquia cósmica? Quem são os extraterrestres, os ultradimensionais e os anjos caídos? O que são as 64 ciências sagradas que foram ofertadas para a humanidade, trazidas pelo cientísta contatado J.J. Hurtak? 

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

sábado, 29 de novembro de 2014

V Semana Ufológica Ciência e Espiritualidade no Colégio Rosário de Porto Alegre

PAINEL: "UMA VISÃO ESPIRITUALISTA DA NOSSA INTERAÇÃO COM OS SERES INTERDIMENSIONAIS".

Painel de debates e pinga fogo com os ufólogos convidados 04/08/2013

O dia em que o Colégio Rosário parou para ouvir as novidades interdimensionais da ufologia 


Momento musical da espiritualista Magarete Àquila 
Filmagem da Ufóloga e Master Reiki Ana Maria Momo
 


Palestra do Ufólogo e Terapeuta Noé Carvalho, representante da equipe de terapeutas holísticos do deputado federal Giovani Cherini. Abordagem da importância das Terapias Holísticas na interação com os seres interdimensionais. 


"Na ufologia, assim como nas  ciências da astronomia, física e as demais, o uso da mente humana constitui o melhor instrumento para acessar as realidades interdimensionais. Tem que ser ajustada, reequilibrada para que este contato seja o mais realista possível. Afinal, através do nosso cérebro e suas estruturas como a glândula pineal temos a própria máquina do tempo a nosso dispor, bastando apenas saber acessar, conhecer o manual de instruções cognitivo que o creador (diferente de criador/ criatura) deixou para nós. Assim, este é o papel das terapias holísticas (etimologicamente, holos = todo) e sua atuação juntamente com a ufologia, através da preparação na mudança de paradigmas, passando do newton-cartesiano para o paradígma consciencial com a abertura da mente. Sair da "realidade" retilínia apenas horizontal para uma realidade também vertical e ampliada, para podermos contatar com os seres multidimensionais sem interferência do nosso ego e das nossas crenças espiritualistas/religiosas. Estas últimas infelizmente atualmente tornam qualquer suposto contato com os seres interdimensionais suspeitos da interferência do canal comunicante (psíquico).

Afinal, quem somos nós? Sabemos que não somos o nosso corpo e sim estamos fazendo o uso dele como um veículo/instrumento de alta precisão. Mesmo ainda sendo tema de ficção científica a abordagem sobre a mutação do nosso código genético, que diz que quando as doze hélices entrarem em ação (atualmente são duas e já estão nascendo crianças com três), será muito provável que possamos deslocar o nosso veículo físico em muitas dimensões do tempo e do espaço, descobrindo as novas realidades interdimensionais contatando com inteligências superiores."

sábado, 22 de novembro de 2014

Ídolo de Shigir

Estátua mais antiga que as pirâmides egípcias contém informações codificadas sobre a "criação do mundo", dizem pesquisadores

Com muito esforço, uma equipe de cientistas alemães conseguiu chegar ainda mais perto da idade definitiva da, talvez, estátua de madeira mais antiga do mundo, que contém códigos secretos, criptografados há mais de 9 mil anos. Trata-se do chamado “Ídolo de Shigir”, encontrado em 1890 na região de Sverdlovsk, nos Urais, que é duas vezes mais antigo que as pirâmides egípcias e, no entanto, se manteve preservado, como se fosse uma cápsula do tempo, em um pântano, na periferia ocidental da Sibéria (assista ao vídeo no final do texto).
A estátua representa uma peça única, muito viva e complicada ao mesmo tempo. “Não há uma escultura tão antiga em toda a Europa”, assegura o historiador Thomas Terberger. Os especialistas sustentam que a relíquia possui informações codificadas sobre “a criação do mundo” tal como a entendia o homem mesolítico da Idade da Pedra. “O ornamento está coberto apenas de informação criptografada. As pessoas transmitiam os conhecimentos com a ajuda do ídolo”, afirma o professor Mikhail Zhilin. Enquanto isso, Svetlana Savchenko, a responsável pela manutenção do ídolo no museu histórico de Ekaterimburgo conclui que “uma linha reta poderia significar a terra ou o horizonte, o limite entre a terra e o céu, a água e o céu, ou a fronteira entre dois mundos”.
A cada dia que passa, os cientistas se aproximam mais da data precisa da estátua, que é um exemplo impressionante da criatividade do homem antigo, segundo alguns estudiosos do caso. Resultados mais exatos sobre sua idade estarão disponíveis no início do ano que vem.

Fonte: History em 09 de Novembro de 2014


Veja o vídeo sobre a enigmática estátua:




quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Sucesso: pela primeira vez, pousamos em um cometa

Há mais de 10 anos, a sonda Rosetta deixou a Terra para começar uma viagem longa e solitária em direção a uma bola de gelo e rocha. Essa jornada de 6 bilhões de quilômetros acabou hoje: o módulo Philae tornou-se a primeira coisa que nós, seres humanos, já pousamos em um cometa.
O objetivo da Rosetta é o cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko, um objeto irregular cuja órbita fica entre Júpiter e a Terra. Não há nenhuma forma de se chegar lá em linha reta, por isso a Rosetta passou por um caminho longo e tortuoso, com quatro voos rasantes para que a gravidade dos planetas a guiasse até o cometa.
Na última parte do percurso, a Rosetta passou a orbitar o cometa 67P e desacoplou o módulo de pouso Philae. Esta foi a parte mais complicada e perigosa, e poderia arruinar muito do que foi preparado há uma década. A sonda e o cometa se movem em alta velocidade, então o erro mais ínfimo poderia fazer o Philae errar o pouso.
Desde que o módulo foi ejetado do Rosetta, ele ficou em queda livre durante sete horas, as chamadas “sete horas de terror”. O Philae tem um sistema de propulsão que o empurra para baixo, mas ele não estava funcionando; por isso, ele só poderá usar suas pernas em formato de arpão para se fixar no cometa. Se ele caísse em terreno acidentado, não haveria como se levantar.
Por que tivemos todo esse trabalho para estudar o cometa, basicamente um pedaço de rocha e gelo? É que ele pode responder uma questão fundamental: a origem do nosso sistema solar. Antes de o Sol e os planetas se formarem, ele era uma nuvem de gás e poeira chamado de “nebulosa pré-solar”. E os cometas preservam parte dessa nebulosa, como se fossem uma cápsula do tempo. O Philae é equipado com uma série de instrumentos para ajudar a estudar a composição do gelo e rochas do cometa 67P.
A missão vai durar até agosto de 2015, quando o cometa atingir o seu ponto mais próximo do Sol. O Philae estará lá quando o 67P entrar no cinturão de asteroides entre Marte e Júpiter. É o fim de uma jornada e o início de outra.

Fonte:  http://gizmodo.uol.com.br

Agência Espacial Europeia confirma que módulo Philae está estabilizado e divulga “canto” do cometa

Ontem foi um dia importante para a humanidade: pela primeira vez, uma sonda pousou num cometa. E, apesar de toda a apreensão, tudo correu bem: cientistas confirmaram nesta quinta-feira que o módulo Philae está estabilizado na superfície. Além disso, a Agência Espacial Europeia divulgou uma série de sons captados pela sonda Rosetta. Uau, estamos vendo a história sendo feita.
Depois de mais de dez anos de viagem, ontem a sonda Rosetta chegou ao cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko e disparou o módulo Philae. Havia o risco de o cometa estar revestido por gelo, o que faria o robô quicar e não se fixar, mas isso não aconteceu - ufa, ainda bem! Cientistas disseram à BBC que a sonda afundou quatro centímetros e se encontra estabilizada — ela até enviou as primeiras fotos da superfície do cometa para a Terra.
A descida do Philae no cometa foi complicada porque dois dos mecanismos que poderiam facilitar o pouso falharam. Aliás, como conta o engenheiro mecatrônico Lucas de Mendonça Fonseca, que trabalhou na DLR, a agência espacial alemã, de 2009 a 2012, e participou dos testes e simulações, o pouso durou bem mais que o previsto: foram 7 horas, contra algo entre 45 minutos e duas horas das simulações.

Além disso, a nave Rosetta conseguiu captar o “canto” do cometa — não, não é nada de "Lindo Balão Azul". A série de sons, que foi identificada pela primeira vez em agosto, precisou ser editada, já que as ondas emitidas oscilam entre as frequências de 40 e 50 milihertz, bem abaixo do que o ouvido humano consegue captar. Por isso, as frequências precisaram ser aumentadas em cerca de 10 mil vezes. Ouça aqui.
Segundo o blog da missão, o som deve ser resultado da atividade do próprio cometa, mas ninguém tem muita certeza:
“Os cientistas acham que [o som] deve ser produzido, de alguma maneira, pela atividade do cometa, à medida que ele libera partículas neutras no espaço, onde elas se tornam eletricamente carregadas graças a um processo chamado ionização. Mas o mecanismo físico preciso por trás das oscilações ainda é um mistério.”
Bom, ainda não sabemos o que é, mas já tem gente fazendo mash-ups com o som. Será que teremos uma invasão alien motivada por direitos autorais? Espero que não.

Fonte: nsn notícias

sábado, 1 de novembro de 2014

O Último Discurso de Charles Chaplin

O Melhor Discurso de Todos os Tempos. 

Charlie Chaplin dá um salto no tempo e fala para o mundo atual e para o Brasil. As mentes limitadas da Era de Peixes (a humanidade na sua infância ainda precisava de tutela) querem separar as fronteiras. Chega de muros, é tempo de cooperação, a Nova Era de Aquarius não é mais de repressão e sim de fraternidade. Que caiam as fronteiras e limitações consciênciais.  

Despertai humanidade!

UM VÍDEO ESPETACULAR!

Uma sensacional mensagem para a humanidade, num discurso retirado do filme "O Grande Ditador" (The Great Dictator),
do genial Charles Chaplin, datado do ano de 1940, e sempre muito atual, acompanhado de imagens fortes e reais sobre o mundo a qual vivemos.

Todos que querem seu próprio bem e o bem da sociedade devem ver e refletir com este vídeo.

" Hannah, estás me ouvindo? Onde te encontrares, levanta os olhos! Vês, Hannah? O sol vai rompendo as nuvens que se dispersam! Estamos saindo da treva para a luz! Vamos entrando num mundo novo – um mundo melhor, em que os homens estarão acima da cobiça, do ódio e da brutalidade. Ergue os olhos, Hannah! A alma do homem ganhou asas e afinal começa a voar. Voa para o arco-íris, para a luz da esperança. Ergue os olhos, Hannah! Ergue os olhos!."

Charles Chaplin


O Último Discurso de Charles Chaplin


" Sinto muito, mas não pretendo ser um imperador. Não é esse o meu ofício. Não pretendo governar ou conquistar quem quer que seja. Gostaria de ajudar - se possível - judeus, o gentio ... negros ... brancos.
Todos nós desejamos ajudar uns aos outros. Os seres humanos são assim. Desejamos viver para a felicidade do próximo - não para o seu infortúnio. Por que havemos de odiar ou desprezar uns aos outros? Neste mundo há espaço para todos. A terra, que é boa e rica, pode prover todas as nossas necessidades.


O caminho da vida pode ser o da liberdade e da beleza, porém nos extraviamos. A cobiça envenenou a alma do homem ... levantou no mundo as muralhas do ódio ... e tem-nos feito marchar a passo de ganso para a miséria e os morticínios. Criamos a época da velocidade, mas nos sentimos enclausurados dentro dela. A máquina, que produz abundância, tem-nos deixado em penúria. Nossos conhecimentos fizeram-nos céticos; nossa inteligência, emperdenidos e cruéis. Pensamos em demasia e sentimos bem pouco. Mais do que máquinas, precisamos de humanidade. Mais do que de inteligência, precisamos de afeição e doçura. Sem essas duas virtudes, a vida será de violência e tudo será perdido.
A aviação e o rádio aproximaram-se muito mais. A próxima natureza dessas coisas é um apelo eloqüente à bondade do homem ... um apelo à fraternidade universal ... à união de todos nós. Neste mesmo instante a minha voz chega a milhões de pessoas pelo mundo afora ... milhões de desesperados, homens, mulheres, criancinhas ... vítimas de um sistema que tortura seres humanos e encarcera inocentes. Aos que me podem ouvir eu digo: "Não desespereis!" A desgraça que tem caído sobre nós não é mais do que o produto da cobiça em agonia ... da amargura de homens que temem o avanço do progresso humano. Os homens que odeiam desaparecerão, os ditadores sucumbem e o poder que do povo arrebataram há de retornar ao povo. E assim, enquanto morrem os homens, a liberdade nunca perecerá.


Soldados! Não vos entregueis a esses brutais ... que vos desprezam ... que vos escravizam ... que arregimentam as vossas vidas ... que ditam os vossos atos, as vossas idéias e os vossos sentimentos! Que vos fazem marchar no mesmo passo, que vos submetem a uma alimentação regrada, que vos tratam como um gado humano e que vos utilizam como carne para canhão! Não sois máquina!
Homens é que sois! E com o amor da humanidade em vossas almas! Não odieis! Só odeiam os que não se fazem amar ... os que não se fazem amar e os inumanos.
Soldados! Não batalheis pela escravidão! lutai pela liberdade! No décimo sétimo capítulo de São Lucas é escrito que o Reino de Deus está dentro do homem - não de um só homem ou um grupo de homens, mas dos homens todos! Estás em vós! Vós, o povo, tendes o poder - o poder de criar máquinas. O poder de criar felicidade! Vós, o povo, tendes o poder de tornar esta vida livre e bela ... de fazê-la uma aventura maravilhosa. Portanto - em nome da democracia - usemos desse poder, unamo-nos todos nós. Lutemos por um mundo novo ... um mundo bom que a todos assegure o ensejo de trabalho, que dê futuro à mocidade e segurança à velhice.

É pela promessa de tais coisas que desalmados têm subido ao poder. Mas, só mistificam! Não cumprem o que prometem. Jamais o cumprirão! Os ditadores liberam-se, porém escravizam o povo. Lutemos agora para libertar o mundo, abater as fronteiras nacionais, dar fim à ganância, ao ódio e à prepotência. Lutemos por um mundo de razão, um mundo em que a ciência e o progresso conduzam à ventura de todos nós. Soldados, em nome da democracia, unamo-nos.
Hannah, estás me ouvindo? Onde te encontres, levanta os olhos! Vês, Hannah? O sol vai rompendo as nuvens que se dispersam! Estamos saindo da treva para a luz! Vamos entrando num mundo novo - um mundo melhor, em que os homens estarão acima da cobiça, do ódio e da brutalidade. Ergues os olhos, Hannah! A alma do homem ganhou asas e afinal começa a voar. Voa para o arco-íris, para a luz da esperança. Ergue os olhos, Hannah! Ergue os olhos. "

Charles Chaplin

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

The helical model - our solar system is a vortex

Aquí les comparto una bella animación de como se mueve el sistema solar de a de veras

Desabafo de um Brasileiro na Suécia

Tentei ficar quieto, mas não me aguentei.

Sou de uma família tradicional e de classe média alta brasileira, e fui o único a votar na Dilma.

Nos últimos anos tive o privilégio de morar por 2 anos em Estocolmo, trabalhando e estudando. E digo o que pouca gente imagina: na maior parte da Suécia não existe luxo.

Eu morei num prédio onde moravam médicos, lixeiros, músicos, advogados, e atendentes de super mercado. Juntos. Eu vi pessoas muito ricas andando de bicicleta no inverno, e aproveitando a vida comendo sanduíche sentado no chão de um parque (não num shopping). Donos de agências que atendem Pepsi, NBA, RedBull almoçando comida feita em casa num tupperware sentados na mesma mesa que eu que era imigrante e o Estagiário Assistente de Escritório.

Eu vi meninas como essas da foto andando sozinhas às 3h da manhã em áreas vazias, olhando o mapa no iphone usando shortinho meia bunda e regatinha que mostra o lado do peito ouvindo a música nova da Lykke Li no último volume e cantando. E passaram do meu lado na mesma calçada sem nem atravessar a rua. Sem medo. 

Sem. 
Medo.

Tudo isso, que nós brasileiros invejamos tanto e dizemos que ‘lá fora é muito melhor’ só se consegue com uma coisa: igualdade social.

A Suécia não chega a ter 10 milhões de pessoas, e a igualdade lá vem sendo praticada desde o início. 
O Brasil tem 200 milhões e a desigualdade aqui vem sendo praticada desde o primeiro instante. O que isso implica? 

Implica que se você, pessoa que gosta tanto da Europa, quer que o Brasil fique um pouco mais parecido com lá, abraçar a causa da igualdade social é uma necessidade. E ela pode acontecer de duas formas: rápido ou devagar.

Rápido está fora de questão, mas devagar é sim possível. Eu pergunto: Qual é o problema se o país precisa crescer 1% ao invés de 6% para que o Brasil saia do mapa mundial da fome? Ou para que o analfabetismo acabe? Ou o saneamento básico?
Você se preocupa mais com o quanto cai na sua conta do que com quantas pessoas conseguem comer, escrever o próprio nome ou defecar em um lugar decente?

Crescimento de economia é uma coisa, é cálculo do PIB que soma em valores monetários todos os bens e serviços finais produzidos no País. 
Já o IDH mede expectativa de vida, analfabetismo, educação, padrão e qualidade de vida e entre outras coisas também o PIB per Capita.

‘O país tem que voltar a crescer’, foi slogan de uns e é opinião de todos, mas o que é ‘crescer’? 

Crescer é PIB para poucos como sempre foi no Brasil? 
Ou crescer é IDH, com PIB mais distribuído para todos?

O Brasil não tem meios de gerar mais dinheiro do que o que já circula dentro dele (seria lastro para controle) ou seja, a riqueza que existe dentro do Brasil precisa sim ser melhor distribuída para que você possa ter aqui, aonde suas netas e netos irão nascer, uma qualidade de vida mais parecida com a da Europa. Sem medo.

Sem.
Medo.

Mas como dinheiro não cresce em árvore, pra que isso aconteça, tem que mexer no que é teu. 
Só que quando alguém fala em mexer no que é teu, ninguém mais quer igualdade social, e todo esse papo vai por água a baixo. Certo?

Certo.

Amigo, a verdade é: egoísmo não combina com igualdade social. Ninguém gosta de dividir as duas últimas preciosas bolachas favoritas.

Se você quer ser egoísta, ao menos seja sincero e diga que está pouco se fodendo para os humanos aqui do Brasil do sul ou do norte que torcem junto contigo pro Neymar Jr. na Copa do Mundo. Que tanto faz se eles sabem ler, escrever ou tem o que pôr na barriga. Então faça sua trouxinha de dólares e ajude a sustentar alguma ONG que ajuda algum 'vagabundo' na África. Não vou te julgar ou tentar te convencer. Mas é isso o que penso.
Tentei ficar quieto, mas não me aguentei.
Sou de uma família tradicional e de classe média alta brasileira, e fui o único a votar na Dilma.
Nos últimos anos tive o privilégio de morar por 2 anos em Estocolmo, trabalhando e estudando. E digo o que pouca gente imagina: na maior parte da Suécia não existe luxo.
Eu morei num prédio onde moravam médicos, lixeiros, músicos, advogados, e atendentes de super mercado. Juntos. Eu vi pessoas muito ricas andando de bicicleta no inverno, e aproveitando a vida comendo sanduíche sentado no chão de um parque (não num shopping). Donos de agências que atendem Pepsi, NBA, RedBull almoçando comida feita em casa num tupperware sentados na mesma mesa que eu que era imigrante e o Estagiário Assistente de Escritório.
Eu vi meninas como essas da foto andando sozinhas às 3h da manhã em áreas vazias, olhando o mapa no iphone usando shortinho meia bunda e regatinha que mostra o lado do peito ouvindo a música nova da Lykke Li no último volume e cantando. E passaram do meu lado na mesma calçada sem nem atravessar a rua. Sem medo.
Sem.
Medo.
Tudo isso, que nós brasileiros invejamos tanto e dizemos que ‘lá fora é muito melhor’ só se consegue com uma coisa: igualdade social.
A Suécia não chega a ter 10 milhões de pessoas, e a igualdade lá vem sendo praticada desde o início.
O Brasil tem 200 milhões e a desigualdade aqui vem sendo praticada desde o primeiro instante. O que isso implica?
Implica que se você, pessoa que gosta tanto da Europa, quer que o Brasil fique um pouco mais parecido com lá, abraçar a causa da igualdade social é uma necessidade. E ela pode acontecer de duas formas: rápido ou devagar.
Rápido está fora de questão, mas devagar é sim possível. Eu pergunto: Qual é o problema se o país precisa crescer 1% ao invés de 6% para que o Brasil saia do mapa mundial da fome? Ou para que o analfabetismo acabe? Ou o saneamento básico?
Você se preocupa mais com o quanto cai na sua conta do que com quantas pessoas conseguem comer, escrever o próprio nome ou defecar em um lugar decente?
Crescimento de economia é uma coisa, é cálculo do PIB que soma em valores monetários todos os bens e serviços finais produzidos no País.
Já o IDH mede expectativa de vida, analfabetismo, educação, padrão e qualidade de vida e entre outras coisas também o PIB per Capita.
‘O país tem que voltar a crescer’, foi slogan de uns e é opinião de todos, mas o que é ‘crescer’?
Crescer é PIB para poucos como sempre foi no Brasil?
Ou crescer é IDH, com PIB mais distribuído para todos?
O Brasil não tem meios de gerar mais dinheiro do que o que já circula dentro dele (seria lastro para controle) ou seja, a riqueza que existe dentro do Brasil precisa sim ser melhor distribuída para que você possa ter aqui, aonde suas netas e netos irão nascer, uma qualidade de vida mais parecida com a da Europa. Sem medo.
Sem.
Medo.
Mas como dinheiro não cresce em árvore, pra que isso aconteça, tem que mexer no que é teu.
Só que quando alguém fala em mexer no que é teu, ninguém mais quer igualdade social, e todo esse papo vai por água a baixo. Certo?
Certo.
Amigo, a verdade é: egoísmo não combina com igualdade social. Ninguém gosta de dividir as duas últimas preciosas bolachas favoritas.
Se você quer ser egoísta, ao menos seja sincero e diga que está pouco se fodendo para os humanos aqui do Brasil do sul ou do norte que torcem junto contigo pro Neymar Jr. na Copa do Mundo. Que tanto faz se eles sabem ler, escrever ou tem o que pôr na barriga. Então faça sua trouxinha de dólares e ajude a sustentar alguma ONG que ajuda algum 'vagabundo' na África. Não vou te julgar ou tentar te convencer. Mas é isso o que penso.

Fonte: Gregory Zancanaro Carniel 

domingo, 26 de outubro de 2014

Eleições 2014 no Brasil últimos resultados nas pesquisas

Brasil

Ibope e Datafolha indicam Dilma na frente

Na véspera da eleição, Datafolha mostra Dilma com 52%, e Aécio, com 48% das intenções de voto. Ibope afirma que petista tem 53%, e tucano, 47%. Cenários mostram que segundo turno está indefinido.
Os institutos de pesquisa Datafolha e Ibope divulgaram neste sábado (25/10) as suas últimas pesquisas para a campanha presidencial de 2014. Nas duas, a presidente Dilma Rousseff (PT) aparece na frente, mas a tendência de alta verificada nas pesquisas anteriores foi interrompida.
Faltando um dia para o segundo turno, o Datafolha diz que Dilma e o ex-governador Aécio Neves estão empatados tecnicamente, com 52% e 48%, respectivamente. No entanto, a probabilidade maior é que Dilma esteja na frente, avalia o instituto. Por sua vez, o Ibope afirma que a petista tem 53% e o tucano, 47%, indicando vitória da presidente, pois o resultado está fora da margem de erro.
Tanto no Ibope como no Datafolha, a margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.
A pesquisa Ibope foi contratada pelo jornal O Estado de S. Paulo e pela TV Globo. Foram ouvidos 3.010 eleitores em 206 municípios de todas as regiões do Brasil, entre sexta-feira e sábado. A sondagem do Datafolha, encomendada pelo jornal Folha de S. Paulo e pela TV Globo, ouviu 19.318 eleitores em 400 municípios nesta sexta-feira e sábado.
Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o Brasil deverá saber o nome do presidente da República a partir das 20h deste domingo (horário de Brasília), quando a votação no extremo oeste do Amazonas e no estado do Acre se encerrar. Com o horário de verão, essas duas regiões passam a ter três horas de diferença em relação ao horário de Brasília.

A trajetória política dos presidenciáveis

Contra o regime militar

Integrante da luta armada, Dilma Rousseff foi presa e torturada pela ditadura nos anos 70. A economista assumiu o primeiro cargo executivo na década de 1980. Ela comandou secretarias ligadas a finanças e energia de gestões municipais e estaduais do Rio Grande do Sul. À frente de diversas campanhas eleitorais, ajudou a fundar o Partido Democrático Trabalhista (PDT) e, em 2001, se filiou ao PT.

domingo, 28 de setembro de 2014

A Nova Física

O tema de hoje abrange a unificação dos elementos material e energético, contidos na natureza.

Vide quadro Dr. Norberto Keppe – Psicanalista Presidente da SITA.

Vide quadro (NK-GRAF-) -- "Leis do Movimento Vibratório".
Não existe elemento que não esteja em vibração constante (algo que vem de dentro da matéria).

No ser humano quem tem energia superior, atinge os outros, elevando-os. Nossa saúde depende mais do que pensamos e sentimos (vibração interna).

A vibração escalar: descoberta por Tesla. Temos dupla ação no interior (uma mais ativa e outra mais passiva) para manter o equilíbrio.

A História Secreta do Brasil que não foi contada pelos colonizadores


Brasil, ame-o ou deixe-o

Infelizmente se Jesus Cristo estivesse conosco neste momento em nosso país, certamente seria amado por poucos e odiado por muitos. Odiado por aqueles que não gostam dos pobres, dos miseráveis e das pessoas simples de coração. Para frente Brasil, pátria do evangelho segundo as profecias do linck/vídeo acima.
Interessante o que esta escritora holandesa escreveu sobre o Brasil no texto que segue abaixo. Boa leitura!

" Os brasileiros acham que o mundo todo presta, menos o Brasil, realmente parece que é um vício falar mal do Brasil. Todo lugar tem seus pontos positivos e negativos, mas no exterior eles maximizam os positivos, enquanto no Brasil se maximizam os negativos. Aqui na Holanda, os resultados das eleições demoram horrores porque não há nada automatizado.
Só existe uma companhia telefônica e pasmem!: Se você ligar reclamando do serviço, corre o risco de ter seu telefone temporariamente desconectado.
Nos Estados Unidos e na Europa, ninguém tem o hábito de enrolar o sanduíche em um guardanapo - ou de lavar as mãos antes de comer. Nas padarias, feiras e açougues europeus, os atendentes recebem o dinheiro e com mesma mão suja entregam o pão ou a carne.
Em Londres, existe um lugar famosíssimo que vende batatas fritas enroladas em folhas de jornal - e tem fila na porta.
Na Europa, não-fumante é minoria. Se pedir mesa de não-fumante, o garçom ri na sua cara, porque não existe. Fumam até em elevador.
Em Paris, os garçons são conhecidos por seu mau humor e grosseria e qualquer garçom de botequim no Brasil podia ir pra lá dar aulas de 'Como conquistar o Cliente'.
Você sabe como as grandes potências fazem para destruir um povo? Impõem suas crenças e cultura. Se você parar para observar, em todo filme dos EUA a bandeira nacional aparece, e geralmente na hora em que estamos emotivos.
Vocês têm uma língua que, apesar de não se parecer quase nada com a língua portuguesa, é chamada de língua portuguesa, enquanto que as empresas de software a chamam de português brasileiro, porque não conseguem se comunicar com os seus usuários brasileiros através da língua Portuguesa.

Os brasileiros são vitimas de vários crimes contra a pátria, crenças, cultura, língua, etc... Os brasileiros mais esclarecidos sabem que temos muitas razões para resgatar suas raízes culturais.
Os dados são da Antropos Consulting:
1. O Brasil é o país que tem tido maior sucesso no combate à AIDS e de outras doenças sexualmente transmissíveis, e vem sendo exemplo mundial.
2. O Brasil é o único país do hemisfério sul que está participando do Projeto Genoma.
3. Numa pesquisa envolvendo 50 cidades de diversos países, a cidade do Rio de Janeiro foi considerada a mais solidária.
4. Nas eleições de 2000, o sistema do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) estava informatizado em todas as regiões do Brasil, com resultados em menos de 24 horas depois do início das apurações. O modelo chamou a atenção de uma das maiores potências mundiais: os Estados Unidos, onde a apuração dos votos teve que ser refeita várias vezes, atrasando o resultado e colocando em xeque a credibilidade do processo.
5.. Mesmo sendo um país em desenvolvimento, os internautas brasileiros representam uma fatia de 40% do mercado na América Latina.
6. No Brasil, há 14 fábricas de veículos instaladas e outras 4 se instalando, enquanto alguns países vizinhos não possuem nenhuma.
7. Das crianças e adolescentes entre 7 a 14 anos, 97,3% estão estudando.
8. O mercado de telefones celulares do Brasil é o segundo do mundo, com 650 mil novas habilitações a cada mês.
Na telefonia fixa, o país ocupa a quinta posição em número de linhas instaladas.
10. Das empresas brasileiras, 6.890 possuem certificado de qualidade ISO- 9000, maior número entre os países em desenvolvimento. No México, são apenas 300 empresas e 265 na Argentina.
11. O Brasil é o segundo maior mercado de jatos e helicópteros executivos.
Por que vocês têm esse vício de só falar mal do Brasil?
1. Por que não se orgulham em dizer que o mercado editorial de livros é maior do que o da Itália, com mais de 50 mil títulos novos a cada ano?
2. Que têm o mais moderno sistema bancário do planeta?
3. Que suas agências de publicidade ganham os melhores e maiores prêmios mundiais?
4. Por que não falam que são o país mais empreendedor do mundo e que mais de 70% dos brasileiros, pobres e ricos, dedicam considerável parte de seu tempo em trabalhos voluntários?
5. Por que não dizem que são hoje a terceira maior democracia do mundo?
6. Que apesar de todas as mazelas, o Congresso está punindo seus próprios membros, o que raramente ocorre em outros países ditos civilizados?
7. Por que não se lembram que o povo brasileiro é um povo hospitaleiro, que se esforça para falar a língua dos turistas, gesticula e não mede esforços para atendê-los bem?
Por que não se orgulham de ser um povo que faz piada da própria desgraça e que enfrenta os desgostos sambando.
É! O Brasil é um país abençoado de fato.
Bendito este povo, que possui a magia de unir todas as raças, de todos os credos.
Bendito este povo, que sabe entender todos os sotaques.
Bendito este povo, que oferece todos os tipos de climas para contentar toda gente.
Bendita seja, querida pátria chamada
Brasil!!
Divulgue esta mensagem para o máximo de pessoas que você puder. Com essa atitude, talvez não consigamos mudar o modo de pensar de cada brasileiro, mas ao ler estas palavras irá, pelo menos, por alguns momentos, refletir e se orgulhar de ser BRASILEIRO!!! "

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Tecnologia Iônica O Futuro já Começou - Palestra "A importância do Uso da Água Magnetizada" para a Saúde

Devido ao sucesso da primeira presentação da Timol em Porto Alegre, acontecerá mais uma palestra de Saúde, abordando a tecnologia de ponta no tratamento da água com os produtos magnéticos Timol.

Palestrantes: Noé Carvalho de Porto Alegre & Vera Lúcia Friederichs de
Florianópolis/SC 



Local: Rua Dário Pederneiras, 566 - Petrópolis, Porto Alegre - RS, 90630-090, 

(51) 8163.2882 . 





" O empreendedor leva às pessoas aquilo que elas precisam."

Super Sábado Holístico





Translate